Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2006

Camponesa ... poema escrito por Gisele J.

Camponesa

 

Seus pés são delicados

e seus passos no gramado

são como o movimento das nuvens

que dançam lado a lado

Seu vestido cor de flor de baunilia

 são como ondas do mar

que tocam a praia

e novamente voltam ao mar

num vai e vem infinito

num gesto simples

mas tão bonito

E as fitas que o prendem

são da cor de seus olhos azuis

como as mais  puras pedras de safira

Uma doce camponesa,

de olhar encantador,

que tens a doce singeleza

de uma pétala de flor

Ela sabe que é amada

e por isso dorme tranqüila

seu respiração tem um compasso único

que acalma qualquer alma

Ela espera por seu amado

que partiu ao encontro de uma boa terra

e com imensa saudade ela canta

 Esperarei até o fim  

para poder lhe dar

todo amor que existe em mim

pra ti eu guardar . 

 

autoria Gisele .J

 

música: Make belive - Angra

publicado por gijens às 13:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Frases para pessoas espec...

. Cisnei

. Quem acredita sempre alca...

. Como morrem os amores

. Aprendi .W.S

. O Virtual e o Real

. O Zelador da Fonte

. Citações poéticas

. O MISTÉRIO DO RELACIONAME...

. PRA QUE SERVE UMA RELAÇÃO...

.arquivos

. Junho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

.links

Steppenwolf - Born to be Wild
blogs SAPO

.subscrever feeds