Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007

O MISTÉRIO DO RELACIONAMENTO ...Vilma Ruho Osho

( por Vilma Ruho Osho, em discurso feito em 16 de maio de 1974)

O relacionamento é um mistério. E, por existir entre duas pessoas, depende de ambas.

Sempre que duas pessoas se encontram, um novo mundo é criado. Justamente pelo encontro, um novo fenômeno vem à
existência - o qual não existia antes, o qual nunca existiu. E através desse novo fenômeno, as duas pessoas são mudadas e
transformadas.

Não-relacionado, você é de um jeito; ao se relacionar, imediatamente fica diferente. Uma coisa nova aconteceu.

Uma mulher, quando se torna mãe, não é mais a mesma. Um homem, quando se torna pai, não é mais o mesmo. Uma
criança nasceu, mas não compreendemos um dos ângulos, de modo algum - no momento em que a criança nasce, a mãe
também nasce. Ela não existia antes. A mulher existia, mas a mãe nunca. E uma mãe é algo totalmente novo.
O relacionamento é criado por você, mas, por sua vez, ele também o cria. Duas pessoas encontram-se, isto significa que dois
mundos se encontraram. Não é algo simples - é muito complexo, é o que há de mais complexo. Cada pessoa é um mundo
em si mesma - um complexo mistério com um longo passado e um futuro eterno
.

No começo, apenas as periferias se encontram. Mas, se o relacionamento cresce intimamente, fica-se mais próximo, mais
profundo, então, pouco a pouco, os centros se encontram. Quando os centros se encontram, isto é chamado de amor.

Quando apenas as periferias se encontram, há uma familiaridade. Você toca a pessoa pelo lado de fora, só no contorno,
então, fica familiarizado. Muitas vezes, você começa a chamar essa familiaridade de amor. Então entra numa ilusão.
Familiaridade não é amor.

O amor é muito raro.

Encontrar uma pessoa em seu centro é passar por uma revolução em si mesmo, porque se você quiser encontrar o centro do
outro, terá de permitir que o outro, também chegue ao seu centro, terá de tornar-se vulnerável, absolutamente vulnerável,
aberto.

É arriscado. Permitir que alguém chegue ao seu centro é arriscado, perigoso, porque nunca se sabe o que essa pessoa fará.
E quando todos os seus segredos forem conhecidos, quando o que está oculto torna-se visível, quando você tiver se exposto
completamente, o que essa outra pessoa fará, nunca se sabe.

O medo surge. Eis porque nunca nos abrimos. Basta uma familiaridade, e pensamos que o amor aconteceu. As periferias se
encontram, e pensamos que nós é que nos encontramos. Você não é a sua periferia. Na verdade, a periferia é o limite onde
você termina, apenas a cerca a seu redor. Não é você!

Até mesmo os maridos e as esposas que viveram ou vivem juntos por muitos anos, podem ser apenas familiares. É possível
que não tenham conhecido um ao outro. E quanto mais você viver com alguém, mais se esquece de que os centros continuam
desconhecidos.

Portanto, a primeira coisa a ser compreendida é: Não confunda familiaridade com amor.

Você pode fazer amor, pode estar sexualmente relacionado, mas o sexo também é periférico. A menos que os centros se
encontrem, o sexo é apenas um encontro entre dois corpos, não é um encontro. O sexo também permanece na familiaridade -
física, corporal, mas ainda familiar.

Você só permite que alguém entre em você, em seu centro, quando você não está com medo... quando não está temeroso.


(Série de Leitura Krauze 'Almas Gêmeas' - Divulgada pelo Círculo da Boa Leitura via Internet - Salvador, BA)

******************




"Nada é pequeno no amor. Quem espera as grandes ocasiões para provar a sua ternura
não sabe amar".

"(Laure Conan)".

publicado por gijens às 12:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

PRA QUE SERVE UMA RELAÇÃO? ...Dr. Drauzio Varela

Definição mais simples e exata sobre o sentido de mantermos uma relação?
"Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil".
Vou dar continuidade a esta afirmação porque o assunto é bom, e merece ser desenvolvido.

Algumas pessoas mantêm relações para se sentirem integradas na sociedade, para provarem a si mesmas que são capazes de ser amadas, para evitar a solidão, por dinheiro ou por preguiça. Todos fadados à frustração.Uma armadilha.

Uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa, à vontade para concordar com ela e discordar dela, para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar, pregado.

Uma relação tem que servir para você ter com quem ir ao cinema de mãos dadas, para ter alguém que instale o som novo, enquanto você prepara uma omelete, para ter alguém com quem viajar para um país distante, para ter alguém com quem ficar em silêncio, sem que nenhum dos dois se incomode com isso.
Uma relação tem que servir para, às vezes, estimular você a se produzir, e, quase sempre, estimular você a ser do jeito que é, de cara lavada,uma pessoa bonita a seu modo.
Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar, a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e deve servir para fazer os dois se divertirem demais, mesmo em casa, principalmente em casa.
Uma relação tem que servir para cobrir as despesas um do outro num momento de aperto, e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem o corpo um do outro, quando o cobertor cair.
Uma relação tem que servir para um acompanhar o outro no médico, para um perdoar as fraquezas do outro, para um abrir a garrafa de vinho e para o outro abrir o jogo, e para os dois abrirem-se para o mundo, cientes de que o mundo não se resume aos dois.

Dr.Drauzio Varela, médico cancerologista e escritor

******************************

 Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii este texto..vale a pena ficar registrado aqui para constantemente aprendermos um pouco com ele.


publicado por gijens às 11:59
link do post | comentar | favorito
|

Textinho de F.Pessoa

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os
desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor
da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de
encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "Não".
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...
(Fernando Pessoa)




publicado por gijens às 11:49
link do post | comentar | favorito
|

Aprendendo a Viver


Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que nada se proíbe em nome do amor
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior
E finalmente, aprendi que não se pode morrer, pra se aprender a viver...

(deconheço o autor)


publicado por gijens às 11:48
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Frases para pessoas espec...

. Cisnei

. Quem acredita sempre alca...

. Como morrem os amores

. Aprendi .W.S

. O Virtual e o Real

. O Zelador da Fonte

. Citações poéticas

. O MISTÉRIO DO RELACIONAME...

. PRA QUE SERVE UMA RELAÇÃO...

.arquivos

. Junho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

.links

Steppenwolf - Born to be Wild
blogs SAPO

.subscrever feeds